Gazeta Carajás - O genuíno portal de notícias do sul e sudeste do Pará

Domingo, 16 de Junho de 2024
MENU

Notícias / Mineração

Vale é acusada de vender ouro sem pagar royalties para Canaã e Marabá

Dívidas com Canaã e Marabá chegam a mais de R$ 400 milhões, conforme apontam CPI’s feitas no Pará. Denúncias são de que o ouro é transportado secretamente de helicóptero da mina do Sossego em Canaã

Vale é acusada de vender ouro sem pagar royalties para Canaã e Marabá
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A mineradora Vale está no centro de mais uma polêmica no sul e sudeste do Pará. Investigações preliminares dão conta de que a empresa vendeu ouro para o exterior por quase 10 anos sem pagar os devidos royalties a Canaã dos Carajás e Marabá, municípios onde o minério era extraído. A denúncia foi feita por Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI’s) feitas no Pará nos últimos dois anos.

Conforme apontam as denúncias, a dívida da Vale com os dois municípios chega a R$ 446,7 milhões em Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM) da exploração de ouro não contabilizada. Em Canaã dos Carajás, a mina em questão é a do Projeto Sossego. Em Marabá, a do Salobo.

Ainda de acordo com as CPI’s, as vendas secretas de ouro por parte da Vale resultaram em uma diferença de R$ 20 bilhões na balança comercial do Brasil.

Segundo as investigações, a Vale declarou a exploração e venda de ouro em seus balanços, mas não nos relatórios de produção. Para pagar menos impostos, o ouro foi registrado como subproduto do cobre. A dívida de R$ 400 milhões que a Vale é acusada de ter são o resultado de uma conta feita pelas CPI’s, caso o ouro não tivesse sido registrado como subproduto do cobre.

Pelas contas, R$ 293,6 milhões seriam referentes à mina de Salobo, em Marabá, e R$ 153,9 milhões, à mina de Sossego, em Canaã dos Carajás.

De acordo com apuração feita pelo portal Debate Carajás, o ouro do Projeto Sossego em Canaã dos Carajás é transportado na calada da noite, de helicóptero, em uma operação no mínimo suspeita.

A Vale negou as irregularidades e disse que paga regularmente os tributos e impostos de acordo com a legislação específica do setor. A Agência Nacional de Mineração (ANM) afirmou que desconhece a situação.

 

(Com informações do UOL)

 

 

 

Comentários:

Kleysykennyson Carneiro

Publicado por:

Kleysykennyson Carneiro

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!