Gazeta Carajás - O genuíno portal de notícias do sul e sudeste do Pará

MENU

Notícias / Polícia

No Maranhão, Polícia prende suspeito de matar funcionário da Vale

Marcos Bozi foi assassinado por engano em janeiro deste ano. Jovem é ex-jogador de futebol e filho de Claudia Bozi, proprietária da Casa Blanca de Eventos em Canaã

No Maranhão, Polícia prende suspeito de matar funcionário da Vale
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O acusado de matar um ex-jogador de futebol, que morava em Marabá, no sudeste do estado, foi preso na manhã desta quarta-feira (19), em Imperatriz, no Maranhão.

A prisão foi resultado da operação conjunta denominada de Sicário Anônimo, que envolveu agentes da Delegacia de Polícia Civil da cidade de Tucumã, no sul do Pará, Delegacia de Homicídios e Denarc da cidade de Imperatriz no Estado do Maranhão

Marcos Bozi Júnior, de 27 anos, morava em Marabá e teria ido visitar a namorada em Tucumã, no Sul do Pará, quando foi assassinado. O crime ocorreu em 7 de janeiro deste ano.

O acusado Wallison Souza Silva foi preso em cumprimento ao mandado de prisão temporária expedido pela Comarca da cidade de Tucumã. Ele que teria efetuado os disparos que resultaram na morte da vítima.

Motivação

De acordo com as investigações da polícia, Marquinhos teria sido morto por engano, pois o alvo da execução seria o sogro, que recentemente foi vítima de um atentado a bala na cidade de Tucumã.

No dia do crime Marcos Bozi, dirigia a caminhonete do sogro e acabou sendo confundido pelos pistoleiros. Em fevereiro já haviam sido presos: o peruano Edwin José Pereda Palácios e Raimundo Costa Dias, que pilotou a motocicleta no dia da execução.

José Pereda foi o que contratou a dupla de criminosos para praticar o delito. A Polícia Civil de Tucumã segue nas investigações do crime na tentativa de desvendar o mandante que teria como alvo o pecuarista Júnior Paragados, que disputou as eleições de 2022 como candidato a deputado estadual pelo Partido dos Trabalhadores.

O crime

Marquinhos era funcionário da mineradora Vale. Ele estava na caminhonete na porta da casa da namorada, quando os dois criminosos chegaram de moto e atiraram pelo menos seis vezes perfurando o para-brisa lateral do veículo, vindo a atingi-lo. A vítima não teve chances de defesa e morreu na hora.

(Fonte: DOL Carajás)

 

Comentários:

Kleysykennyson Carneiro

Publicado por:

Kleysykennyson Carneiro

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!