Gazeta Carajás - O genuíno portal de notícias do sul e sudeste do Pará

MENU

Notícias / Política

Canaã dos Carajás: Quem NÃO será eleito vereador em 2024?

Faltando 20 meses para as eleições municipais de 2024, olhos da população começam a se voltar para a Câmara Municipal e seus representantes legislativos. Ano que vem, Casa de Leis terá mais vereadores e a corrida eleitoral já começou. Aqui, divulgo quem não será eleito ou reeleito

Canaã dos Carajás: Quem NÃO será eleito vereador em 2024?
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Como já foi divulgado aqui mesmo neste site, Canaã terá pelo menos mais dois vereadores a partir de 2024. Isso, claro, pelos números parciais da população divulgados pelo IBGE em dezembro passado – mais de 75 mil pessoas vivem hoje na Terra Prometida. Esse número pode ser ainda maior e se chegar a 80 mil, Canaã terá mais quatro legisladores.

Estamos cruzando a linha da metade da atual legislatura de Canaã. A contradição é que, ao passo que o vereador ainda tem metade do seu mandato para trabalhar, faltam menos de dois anos para as eleições e a corrida pelo voto já começou. A eleição é um refrigério para a alma do eleitor e uma prova de fogo, quase uma inglória faceta na vida de quem se propõe a legislar. Para continuar com mandato, é preciso passar por avaliação pública de quando em vez. E é aí que muitos se desencontram: na hora do ajuste de contas com a população.

Em 2020, ficou clara a insatisfação. Dos 13, somente cinco foram reeleitos. Quatro, se considerarmos que Junior Garra se licenciou para ser secretário.

Leia Também:

Levo em conta estes dois cenários, as novas vagas que se abrem pela proporção populacional e a briga pela reeleição, para fazer esta breve análise política e determinar quem não será eleito ou reeleito para uma cadeira do legislativo. Excluindo os derrotados, ficará fácil para o próprio leitor identificar quem serão os eleitos.

Antes de mais nada, explico que não citarei nomes por não considerar (ainda) necessário. O foco ficará nas atitudes de cada aspirante à (re)eleição. Depois, é fundamental reiterar que qualquer projeção de futuro que se faça é baseado no agora e a política se transforma muito rápido. Ou seja, erros podem acontecer em qualquer previsão e, claro, há sempre uma margem de erro que precisa ser considerada.

Diante disso, vamos aos fatos.

Não serão reeleitos parlamentares que romperam com suas bases. Explico: há vereadores em Canaã que chegaram ao legislativo por um projeto de partido. Toda a estrutura partidária, social, publicitária, econômica foi montada para que os parlamentares em questão vencessem. Há relatos de que, depois de eleitos, simplesmente viraram as costas para os correligionários e já não acompanham decisões partidárias e nem atendem pedidos dos colegas. Sem grupo político, quem pode ganhar uma eleição?

Não serão reeleitos “vereadores-plantas”. A última eleição deixou claro que o povo está mais atento ao legislativo municipal. Vereadores que passam quatro anos de mandato inertes, sem contribuições relevantes, sem falas importantes, sem emendas que façam a diferença, de fato, na vida das pessoas não serão reeleitos. A punição para a baixa produtividade parlamentar é o esquecimento eleitoral.

Também não serão eleitos vereadores que não cuidam da própria imagem, que não possuem comunicação eficiente e têm mau relacionamento com a imprensa. Quem não tem força nas redes sociais, fatalmente, perderá espaço e votos. O tempo em que somente o voto “cara a cara” decidia a eleição é quase coisa do passado. Isso vale para quem já tem mandato ou não. É importante destacar ainda que eleitores estão cada vez mais atentos à publicidade “me engana que eu gosto” – postar fotos e mais fotos em eventos com amigos já não convencem.

Quem acredita na força do dinheiro para a eleição também está fadado ao fracasso. Campanhas caras são cada vez menos eficientes e o povo já não deposita confiança em quem tem somente dinheiro a oferecer. As eleições de 2016 e 2020 são um exemplo bem claro disso...

Quem faz oposição por oposição também vai se dar mal nas eleições do ano que vem. Isso ficou bastante claro em 2020. Quem foi fervoroso inimigo do governo não conseguiu se eleger e há uma forte tendência de que o próximo ano também seja assim. Políticos que fazem oposição por ódio costumam ser desidratados em Canaã.

Não serão eleitos vereadores também aqueles que deixarem suas campanhas para a última hora. Desde já, mesmo 20 meses antes, quem almeja disputar as eleições do ano que vem precisa traçar junto com sua equipe estratégias para propagação do próprio nome, de suas ideias e de ações que justifiquem um voto de confiança no futuro.

Alguns nomes da velha guarda da política municipal estão desgastados demais com o povo de Canaã e não devem ganhar novas chances ano que vem. Todos sabem muito bem quem são essas figuras da política local que não voltam mais.

Por fim, não serão eleitos vereadores presos em ideias antigas de sociedade. Canaã já teve em seu corpo administrativo homens que contribuíram em várias aspectos para o município, mas pararam no tempo em questões fundamentais para a sociedade como educação, desenvolvimento econômico, mineração, cultura e tantas outras áreas. Só vai chegar ao poder quem tiver olhos e ouvidos atentos para o que está acontecendo no planeta e propor boas ideias para que Canaã siga o correto caminho para a evolução.

Há também outros fatores que serão determinantes na hora da eleição. É possível até que os candidatos do ano que vem vençam a disputa mesmo com alguns dos comportamentos citados acima, mas a tendência é que isso não aconteça.

Com mais vagas em aberto para a Câmara, o jogo político vai mudar, mais pessoas se candidatarão e a concorrência vai ficar mais pesada. Seguimos acompanhando as movimentações do nosso legislativo.

Comentários:

Kleysykennyson Carneiro

Publicado por:

Kleysykennyson Carneiro

Saiba Mais

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!